quinta-feira, 10 de junho de 2010

A influencia dos EUA na independência dos Paises da América Espanhola e Haiti

A partir do século XVIII, quando as colônias da América Espanhola estavam crescendo o sistema político que estava em vigor passou a ser muito criticado pelos colonos.
A situação política em que as colônias se encontravam já não era uma das melhores: os colonos reivindicavam mais liberdade economica e eles queriam o poder de participar das decisões políticas dos seus países.
Também houveram várias razões externas para que se iniciassem as revoltas reivindicando a independência nessas colônias, como: as idéias liberalistas espalhadas ao redor do mundo, o apoio da Inglaterra, que estava interessada em poder comercializar livremente com as colônias da América espanhola, e principalmente o exemplo da independência dos EUA.
A independência das 13 colônias e a formação dos EUA, primeiro pais soberano do Novo Mundo, tornaram-se o exemplo e a fonte de inspiração para os movimentos latino-americanos que lutavam pela emancipação política e pela ruptura do pacto colonial. O regime republicano, baseado no pensamento iluminista, exerceu enorme fascínio sobre a aristocracia ''criolla'' da América espanhola. Os EUA também apoiaram essa independência, pois eles desejavam estender sua influência política e economica por toda a América.
Assim, por todos esses fatores se iniciou na América espanhola um processo de independência, que após alguns nos - e algumas mortes - seria bem sucedido.



-Influência dos EUA no Haiti

   A presença norte-americana no Haiti é parte da história do país caribenho: em 1804, o Haiti seguiu o exemplo dos Estados Unidos e tornou-se o segundo país no continente americano a conseguir independência do colonialismo europeu. Mas foram necessários 58 anos para que os Estados Unidos reconhecessem a independência do país caribenho.
      O intervencionismo estadunidense contribuiu para a destruição da economia nacional do Haiti e para o empobrecimento da sua população.
         Uma das influências foi a falta de desenvolvimento na infro-estrutura do Haiti.

        A ajuda americana imediata ao Haiti traz à tona a relação complexa entre motivação humanitária e interesses próprios.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário